Governo RS – Projeto de regularização fundiária do Estado contempla zona sul de Porto Alegre

Levantamento topográfico e laudos técnicos ambientais serão feitos na Vila Gaúcha, situada no Morro Santa Tereza

Dando continuidade ao projeto de regularização fundiária de áreas localizadas na capital e na Região Metropolitana, integrantes da Secretaria de Obras e Habitação (SOP) estiveram na Vila Gaúcha, situada no Morro Santa Tereza, na zona sul de Porto Alegre. Na pauta, os ajustes para o início do levantamento topográfico e dos laudos técnicos ambientais na localidade.

Os serviços serão realizados pela empresa Aerogeo Aerofotogrametria, Geoprocessamento e Engenharia Ltda. A equipe do Departamento de Regularização Fundiária e Reassentamento (Derer) da SOP entregou ofício do secretário José Stédile contendo todas as informações sobre o trabalho que será desenvolvido.

O Derer é o responsável por determinar os locais contemplados, levando em consideração a demanda reprimida das áreas inseridas no Programa Estadual de Regularização Fundiária. Na atividade ocorrida na terça-feira (11/5) participaram a diretora Letícia Gomes e o engenheiro Miguel Faria.

Impacto e investimento

No total, o governo do Estado está investindo R$ 896.690,33 para a execução dos estudos que contemplarão 73 hectares na capital e na Região Metropolitana, beneficiando mais de 10 mil pessoas.

“A partir dos estudos, será possível regularizar mais de 3 mil lotes na região, beneficiando 12 mil pessoas”, projetou Stédile. O Programa Estadual de Regularização Fundiária é projeto estratégico do governo do Estado na gestão 2019-2022.

Além da Gaúcha, as vilas Salvador França, São Judas e Dormênio/Pantanal, todas em Porto Alegre, já tiveram os estudos iniciados.

Fonte: Governo RS