Assinatura eletrônica e certificado digital: as novas ferramentas que tem impulsionado o Agronegócio

Devido à pandemia, a tecnologia tem ganhado ainda mais importância, as pessoas têm mudado suas rotinas e procurado, cada vez mais, soluções virtuais. Sendo assim, grande parte dos documentos contendo dados e informações migraram para o ambiente virtual e, para preservar a segurança jurídica dos atos, a assinatura digital se popularizou, passando a ser a solução para validar registros, contratos e demais arquivos. A funcionalidade permite assinar quase todos os tipos de documentos e contratos.

Diversos setores já utilizam a assinatura digital, e no agronegócio não é ser diferente. A assinatura eletrônica no setor tem se tornado uma das principais ferramentas que auxiliam a impulsionar a atividade no campo. O produtor rural Francisco Souza Azevedo, por exemplo, utiliza a assinatura digital para agilizar as transações e os negócios que envolvem sua fazenda. “Compro insumos, peças e combustível para as máquinas agrícolas sem sair de casa. Assino toda documentação digitalmente e ganho tempo nas atividades”, explica.

A assinatura é usada para garantir e autenticar o que é assinado em determinado documento, mensagem ou transação digital, legitimando os documentos eletronicamente, reconhecendo a segurança e integridade dos atos. Uma das principais vantagens do uso da ferramenta no agronegócio é a rapidez de negociação proporcionada. Isso ocorre em razão da desburocratização dos processos, que é uma importante característica das atividades digitais, já que, com a informatização, os deslocamentos e as reuniões presenciais estão cada vez menos frequentes. Usar a assinatura eletrônica na hora de iniciar, dar andamento ou fechar uma transação torna os processos muito mais eficientes.

Para assinar digitalmente um documento, é necessário, antes de tudo, possuir um certificado digital. Ele é a identidade eletrônica de uma pessoa ou empresa, também conhecido como e-CPF ou e-CNPJ. Para obtê-lo, deve-se acessar o site www.acnotarial.com.br e seguir o passo a passo. Após isso, é necessário comparecer a um Cartório credenciado em posse de sua CNH ou RG, CPF e comprovante de residência.

Qualquer cidadão também pode gratuitamente obter um certificado digital emitido pela plataforma e-Notariado, administrada pelos Cartórios de Notas do país. Com esse certificado é possível assinar eletronicamente diversos atos notariais, como compra e venda, procurações, doações, inventários, testamentos e até divórcios.

Fonte: Assessoria de Comunicação Anoreg/MT