G1 – RJ registra maior número de mortes por Covid em um mês desde o início da pandemia

Em abril deste ano, o estado já registrou 6.788 óbitos causados pela doença, segundo dados do Portal da Transparência do Registro Civil. Até o momento, maio de 2020 era o mês com maior mortes relacionadas à Covid.

O Estado do Rio registrou em abril deste ano o maior número de mortes causadas pela Covid em um mês desde o início da pandemia no país. Foram 6.788 óbitos causados pela doença até a tarde desta sexta-feira (30), segundo dados do Portal da Transparência do Registro Civil.

Até o momento, maio de 2020 era o mês com mais mortes relacionados à Covid-19 – foram 6.778 óbitos.

Segundo o epidemiologista Bruno Scarpelini, o recorde do estado é “reflexo do aumento da taxa de transmissão do Brasil como um todo durante março e abril”.

“Vemos um colapso do sistema de saúde. Com o aumento do número de casos, a proporção de pessoas precisando de leitos de CTI aumenta proporcionalmente. E isso implica em aumento de uso de terapia intensiva, ventilação mecânica e risco de óbito”, diz o especialista.

O número de óbitos registrados nas últimas 24 horas foi o segundo maior em um dia desde o início da pandemia: foram 441 mortes – menos apenas que as 446 do dia 17 de abril deste ano, segundo o painel da Covid-19 do governo.

Restrições na capital

Na cidade do Rio, o prefeito Eduardo Paes prorrogou nesta sexta (30) as medidas restritivas até o dia 10 de maio, já que a cidade permanece em um nível muito alto de contaminação.

Não há mudanças significativas em relação ao decreto anterior, mas bares, lanchonetes e restaurantes, que podem funcionar até as 22h e com 40% da capacidade, ganharam uma hora de tolerância para finalizar os pedidos e fechar as contas de clientes.

Sobre a proibição do banho de mar no fim de semana e feriados, o prefeito disse que essa é “uma tentativa de minimizar grandes aglomerações”. A prática de atividades física na praia segue liberada.

Vacinação

Nesta sexta, a Fiocruz alcançou o total de 26,5 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 disponibilizadas ao Plano Nacional Imunização por Bio-Manguinhos. Dessa quantidade, 19,7 milhões de doses são de abril, superando a previsão de 18,8 milhões de doses para o mês.

Veja o calendário de vacinação na cidade do Rio

Pelo menos três cidades da Baixada Fluminense suspenderam a aplicação da segunda dose contra a Covid-19 por falta das vacinas CoronaVac nesta terça-feira (27).

A cidade do Rio ainda tem doses da CoronaVac para a segunda aplicação. A Secretaria de Saúde também está vacinando com AstraZeneca para a primeira dose.

O secretário municipal de Saúde do Rio, Daniel Soranz, disse que depende da chegada de novas remessas. Segundo ele, estão previstas chegadas de novas doses de CoronaVac nos dias 3, 9 e 10 de maio.

*Estagiário, sob a supervisão de João Ricardo Gonçalves

Fonte: G1