Paraíba Total – 2021; abrir uma empresa no país levou cerca de 84 horas

Os empreendedores que optaram por abrir um negócio no Brasil nos três primeiros meses de 2021 levaram cerca de 84 horas (3 dias e 12 horas), uma redução de quase 10% no tempo em relação ao primeiro trimestre do ano anterior, quando eram necessárias cerca de 93 horas (3 dias e 21 horas).

Este resultado é a média de todos os estados e do Distrito Federal computado pelo portal da Redesim (Rede Nacional para a Simplificação do Registro e Legalização de Empresas e Negócios), que contempla os processos de viabilidade, registro e obtenção de CNPJ na Receita Federal.

No primeiro trimestre deste ano foram registrados na plataforma mais de 105,4 mil novas solicitações de aberturas de empresas no país, ante 104,4 mil, número referente aos primeiros três meses de 2020.

Entre os destaques no país, estão os estados de Sergipe, Goiás, Paraná, Roraima e Espírito Santo que conseguiram realizar os processos de aberturas de empresas com tempos médios inferiores a 50 horas nos três primeiros meses deste ano.

Ranking dos Estados com melhor desempenho na abertura de empresas em 2021

“Em um cenário de desafio para os empreendedores, esta redução de tempo estimula o desenvolvimento de novos negócios. A Redesim facilita a abertura de novas empresas e é um vetor de desenvolvimento econômico, que ajuda a desburocratizar o país”, explica James Matos, diretor da Vox Tecnologia, empresa responsável pelo SIGFácil, sistema que integra e gerencia a Redesim em quatro dos cinco estados com melhor desempenho.

A Vox Tecnologia está presente em 11 estados (AL, ES, GO, MA, PB, PI, PR, RN, RO, SE, TO) e em mais de 1.800 prefeituras, integrando as informações das secretarias da fazenda, juntas comerciais, bombeiros, órgãos ambientais e sanitários.

“A Redesim permite que o cidadão/empreendedor faça seus requerimentos, envie documentações e acompanhe o resultado das suas demandas em uma única interface. Do outro lado estão os órgãos envolvidos que recebem as demandas e analisam a legalidade dos pedidos”, explica Matos.

Trilha do Empreendedor – A principal vantagem da Redesim, que torna mais prática a jornada do empreendedor, é a centralização das informações das empresas em um único ambiente, o que evita a repetição de informações que precisam ser enviadas aos diferentes órgãos. Com isso, há a redução do número de papéis necessários para dar entrada no processo.
A classificação do tempo de abertura de empresas da Redesim é feita com base em três etapas:

Viabilidade: pesquisa prévia, sob responsabilidade da administração pública, para identificar a viabilidade de endereço e do nome empresarial.

Validação cadastral: de responsabilidade da administração tributária, via Secretaria de Fazenda ou de Finanças, valida os dados coletados na Redesim.
Registro/Inscrição: análise do órgão registral (Junta Comercial, Cartório PJ ou OAB) para obtenção do registro e da inscrição no CNPJ da Receita Federal.
Observação Importante: Não estão computados neste levantamento o tempo para obtenção das licenças, alvará de funcionamento e inscrições tributárias estaduais e municipais.

Fonte: Paraíba Total