Clipping – G1 – Distrito Federal atinge recorde de divórcios em cartórios em 2020

No ano passado, foram 1.833 separações, maior número da série histórica, iniciada em 2007. Dados são do Colégio Notarial do Brasil

Em um ano no qual o confinamento se tornou uma realidade por conta das medidas de prevenção à Covid-19, o Distrito Federal viu recorde no no registro de divórcios em cartórios. Ao todo, foram 1.833 separações em 2020, o maior número da série histórica, iniciada em 2007.

O número é 6% mais alto que o contabilizado em 2019, quando 1.728 casais se divorciaram fora da esfera judicial. Os dados são do Colégio Notarial do Brasil, que representa os tabeliães de notas do país.

Segundo o levantamento, só em dezembro, 203 casais oficializaram a separação – maior registro mensal em 2020.

Confira abaixo o número de divórcio por mês em 2020:

Janeiro: 142

Fevereiro: 148

Março: 106

Abril: 72

Maio: 113

Junho: 147

Julho: 174

Agosto: 182

Setembro: 182

Outubro: 195

Novembro: 169

Dezembro: 203

O número de divórcios aumentou em Brasília a partir de junho. A data coincide com a decisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que autorizou a separação por meio de processo realizado totalmente pela internet.

Essa nova modalidade de separação está disponível apenas para divórcios consensuais e que não envolvam filhos menores de idade. Para oficializar a separação, o casal nem precisa se encontrar pessoalmente.

O processo pode ser feito em ambientes diferentes e até por meio do celular. Os interessados devem procurar um cartório e solicitar um certificado eletrônico.

Dados sobre divórcio

O Colégio Notarial do Brasil reúne os dados sobre divórcio desde 2007 – ano de criação da lei que autoriza o próprio tabelião a fazer o divórcio, em forma de escritura. Antes disso, as separações patrimoniais só podiam ser feitas por meio de processo judicial.

Até 2020, o ano de 2012 possuía com o recorde de maior número de divórcios. Naquele ano foram 1.755 separações oficializadas no cartório.

Veja abaixo a quantidade de divórcios realizados em cartórios desde 2007:

2007: 476

2008: 479

2009: 517

2010: 907

2011: 1.091

2012: 1.755

2013: 1.610

2014: 1.518

2015: 1.267

2016: 1.236

2017: 1.325

2018: 1.445

2019: 1.728

2020: 1.833

Casamentos e uniões estáveis

Enquanto alguns casais brasilienses decidiram se separar, outros optaram por oficializar a união. Em 2020, ocorreram 14.983 casamentos. O número é 24% menor em comparação aos 19.838 matrimônios registrados no DF em 2019.

A maior queda na quantidade de uniões ocorreu em abril, quando foram registrados 150 casamentos. Foi o único mês do ano com menos de 1 mil matrimônios por mês. Naquela época, a pandemia estava crescendo na capital e os cartórios limitaram o atendimento.

Já em relação às uniões estáveis, no ano passado, foram reconhecidas 4.588 no Distrito Federal. São 1.591 a menos que em 2019, quando 6.179 casais oficializaram a convivência em cartórios na capital.

Fonte: G1