Clipping – Correio Braziliense – Cartórios registram 120 mortes prováveis pelo coronavírus no DF

No total, são 41 óbitos a mais do que os números oficiais. De acordo com o painel, homens e mulheres com idade entre 80 e 89 anos lideram os casos

Os cartórios do Distrito Federal registraram, entre 16 de março até esta quinta-feira (21/5), 120 mortes por suspeita ou confirmação da covid-19, 41 a mais do que o divulgado pela Secretaria de Saúde. Os dados são do Painel da Transparência dos Cartórios de Registro Civil do Brasil.

O levantamento leva em conta os registros de óbitos lavrados pelos Cartórios de Registro Civil. Os dados, portanto, são enviados à Central Nacional de Informações de Registro Civil (CRC Nacional), que atualiza a plataforma.

De acordo com o painel, homens e mulheres com idade entre 80 e 89 anos lideram o número de mortes (15 e 14, respectivamente). Em segundo lugar, com mais mortes, aparecem os idosos que têm entre 70 e 79 anos (14 homens e 10 mulheres).

Ranking

O DF caiu para a 18ª posição no ranking entre as unidades federativas que cumprem o isolamento social, segundo dados da empresa de software In Loco. A capital, que havia alcançado, em abril, o primeiro lugar, teve um índice de 41,2% de pessoas que ficaram em casa para evitar o contágio do novo coronavírus. Os estados do Amapá (55,8%), Pernambuco (48,9%) e Acre (48,5%) lideram a classificação.

Nesta quinta-feira, Brasília registrou mais seis mortes por covid-19. Levantamento da Secretaria de Saúde mostra que há 84 óbitos em unidades de saúde da capital. Contudo, pelo menos cinco vítimas eram moradores de regiões do Entorno e os casos serão contabilizados em Goiás. Ainda não há informações sobre as vítimas.

Os casos confirmados subiram para 5.542. Desses, 2.842 pacientes se recuperaram da infecção. No Distrito Federal, há 316 pacientes hospitalizados com a doença. Desses, 138 estão em unidades de terapia intensiva (UTI) e 178 em enfermarias. Entretanto, a Secretaria de Saúde informa que apenas 89 casos são considerados graves.

Fonte: Correio Braziliense