“O primeiro passo é entender as regras definidas no PQTA e os requisitos a serem atendidos”

Alessandro Pedroso, auditor da Apcer/BR no Prêmio de Qualidade Total, fala sobre como os Cartórios podem se adaptar a uma gestão eficiente
O Prêmio de Qualidade Total da Anoreg/BR (PQTA), promovido pela Associação dos Notários e Registradores do Brasil (Anoreg/BR), está em sua 13ª edição e há seis anos conta com a parceria da APCER/BR, empresa especializada internacionalmente em certificação, que coordena as auditorias.
Alessandro Pedroso é auditor da Apcer/BR e conta à Anoreg/BRsobre como os Cartórios podem se adequar ao participarem do Prêmio, como são realizadas as auditorias, sua expectativa para a atual edição, entre outros temas. Confira.
Anoreg/BR – Quais os principais pontos analisados durante uma auditoria?
Alessandro Pedroso -Durante a auditoria são verificados requisitos de gestão e suas estratégias, acessibilidade, inclusão social, sustentabilidade, bem como as condições das instalações, infraestrutura e ambiente de trabalho, com objetivo de prestar um bom atendimento e serviços confiáveis aos clientes.
Anoreg/BR – Como o cartório pode se adequar para participar do PQTA?
Alessandro Pedroso – O primeiro passo é entender as regras definidas no PQTA e os requisitos a serem atendidos. Na sequência, o Cartório deve identificar através de auditorias ou diagnósticos o grau de aderência frente aos requisitos do PQTA. Na próxima etapa viria o planejamento das ações, responsáveis, prazos e recursos necessários para adequar o Cartório aos requisitos do PQTA. Por fim, seriam realizadas as alterações e treinamentos necessários para colocar o planejamento em prática. A participação efetiva no PQTA, indiferente da classificação obtida, sempre resulta no amadurecimento da gestão, maior eficiência e eficácia na realização dos processos, e na forma de ver, entender e atender o cliente.
Anoreg/BR – Qual a importância das serventias participarem da premiação?
Alessandro Pedroso – A participação efetiva no PQTA, indiferente da classificação obtida, sempre resulta no amadurecimento da gestão, maior eficiência e eficácia na realização dos processos, e na forma de ver, entender e atender o cliente.
Anoreg/BR – Como a adoção de Boas Práticas pode melhorar o rendimento do cartório?
Alessandro Pedroso – A adoção de boas práticas possibilita novas formas de planejamento, gestão e atendimento pelas serventias, realizando inovações e melhorias significativas na gestão, proporcionando atendimento de qualidade aos clientes.
Anoreg/BR – Você já participou das auditorias de outra edição do PQTA? Se sim, o que você notou em termos de evolução?
Alessandro Pedroso – Este é o meu segundo ano auditando o PQTA, desta forma ainda não tive a oportunidade de ver as evoluções que cada Cartório obteve com as novas práticas de gestão.
Anoreg/BR – Quais são as suas expectativas para o PQTA 2017?
Alessandro Pedroso -Minha expectativa é verificar a melhoria na gestão dos processos, pessoas e indicadores dos Cartórios, bem como a eficiência e eficácia do Sistema de Gestão de cada Cartório, visto que há níveis de maturidade diferentes entre as serventias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *