Arpen Brasil parabeniza STF e CNJ pela delegação da Apostila da Haia aos cartórios extrajudiciais

Arpen Brasil parabeniza STF e CNJ pela delegação da Apostila da Haia aos cartórios extrajudiciais

 

A Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil), por meio de manifestações oficiais destinadas ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STJ) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Ricardo Lewandowski, e ao Corregedor Nacional de Justiça, ministro João Otávio de Noronha, parabenizou a iniciativa do CNJ em atribuir aos registradores e notários brasileiros, por meio da Resolução nº 228/2016, a atividade de apostilamento de documentos com destino a países signatários da Convenção da Haia.

 

Desde que entrou em vigor, em 15 de agosto, a Apostila da Haia é oferecida pelos mais de 210 cartórios das capitais brasileiras, e devido à capilaridade e expertise da rede, a ideia é que, em curto prazo, o serviço seja expandido para os cartórios do interior de cada Estado brasileiro. Antes a legalização de documentos era realizada por apenas dez postos do Ministério das Relações Exteriores distribuídos por nove estados do País.