Clique aqui para assistir ao Workshop sobre a Apostila da Haia ao vivo de Brasília

 

 Clique aqui e assista ao treinamento em Brasília

Legalização de documentos em cartórios para utilização no exterior têm início em 15 de agosto em todo o Brasil. Workshop nesta sexta-feira (29.07) dá sequência à capacitação dos cartórios extrajudiciais

 

A capital federal é a terceira a participar, nesta sexta-feira (29.07), da série de treinamentos de capacitação dos cartórios extrajudiciais para validação de documentos para uso no exterior. O serviço consiste na emissão de certificado internacional que agiliza e simplifica a legalização e a aceitação de documentos entre os 111 países signatários da Convenção da Haia. A Convenção estabelece regras de validação de documentos para viabilizar o reconhecimento mútuo de documentos brasileiros no exterior e de documentos estrangeiros no Brasil. O treinamento terá transmissão ao vivo via canal do Youtube.

 

A iniciativa, fruto de uma parceria entre o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a Associação dos Notários e Registradores do Brasil (Anoreg-BR), a partir do uso do sistema SEI Apostila, permitirá aos cartórios brasileiros validarem documentos como certidões de nascimento e de óbito, diplomas escolares, procurações, declarações e certificados públicos para utilização no exterior, reduzindo tempo e custos para o cidadão, que antes deveria se deslocar até postos do Ministério das Relações Exteriores, efetuando gastos não somente com a legalização dos documentos, mas também com deslocamento e hospedagem.

 

De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, são legalizados, mensalmente, mais de 82 mil documentos para efeito no exterior. Aproximadamente 78% desses documentos são legalizados em Brasília, na sede do Ministério. Já em relação às legalizações realizadas pelas repartições brasileiras no exterior, em 2014 foram 569 mil, um aumento de 8,83% em relação a 2013. A maioria desses procedimentos foi realizada em Portugal, seguido de Cuba, que registrou crescimento de legalização dos documentos com a vigência do programa Mais Médicos, do Governo Federal.

 

Atualmente, para um cidadão brasileiro legalizar algum documento a ser utilizado no exterior, é necessário reconhecer as firmas em cartório, depois autenticar o reconhecimento de firma perante o Ministério das Relações Exterior (MRE), e então reconhecer a autenticação do MRE em uma embaixada ou consulado do país estrangeiro de destino do documento.

 

Agilidade

 

Com a adoção da validação do documento pelo apostilamento, o interessado poderá, em um primeiro momento, dirigir-se aos cartórios das Capitais dos Estados ou do Distrito Federal, de onde sairá com o documento apostilado, aceito em qualquer País integrante da Convenção. O objetivo é integrar os 15 mil cartórios brasileiros no processo de validação dos documentos, para que o cidadão possa usufruir desta facilidade na cidade onde se encontre.

 

A Resolução nº 228/16, que dispõe sobre a implantação do sistema de apostilamento no Brasil e da regulamentação da Apostila da Haia no País, entrará em vigor no dia 15 de agosto, data em que todos os cartórios das capitais estaduais – escolhidos para serem os primeiros a oferecer o serviço – darão início ao processo. O workshop já aconteceu no Rio de Janeiro, em São Paulo e será realizado no Paraná nos próximos dias.

 

SERVIÇO: Workshop sobre o Apostilamento da Haia

DATA: 29/07/2016

HORÁRIO: 14h às 16h30

LOCAL: Auditório Hotel Windsor Plaza Brasília – SHS Qd. 05 Bl. H – Asa Sul